domingo, 10 de dezembro de 2017

FASC voltou marcando profundamente nossas vidas e nossa história. Fomos tão bem acolhidos pelo público presente que a magia do teatro superou nossas próprias expectativas e limites. " O Corcunda de Notre Dame" atraiu uma multidão para falar sobre união, amor, amizade e respeito as diferenças. Agradecer a Secretária de Governo Paola Santana, ao nosso prefeito( sim ele trouxe de volta o nosso fasc, a nossa Prefeitura de São Cristóvão-SE, por isso é nosso do coração kkkk) Marcos Santana SC Marcos Antonio Santana pela oportunidade de estarmos nesse retorno e por essa linda festa que Sergipe inteiro se orgulha. Ousadia, coragem e criatividade são para poucos e vocês têm de sobra. Em nome deles, a toda equipe do Fasc, Elma SantosAndré VilelaClaudio Farias que estiveram próximos. Nós da Cia das Artes Tetê Nahas ainda estamos bastante emocionados com tudo e recebemos, além de tudo belos registros, como estes de Emanuel Rocha - Fotografias Emanuel Rocha que fez nossa segunda feira muito mais feliz.  #VidaLongaAoFasc #Fasc2017 #TeatroBrasileiro#TeatroSergipano #TeatroMusical #CiadasArtesTeteNahas#OCorcundadeNotreDame



































sexta-feira, 10 de julho de 2015

Caravana 3 Marias - SOLO ALMODÓVAR



SOLO ALMODÓVAR
E “Solo Almodóvar” (2013) traz Dolores Maria, uma travesti. Carismática e performática, canta e conta histórias da sua vida, amores e dramas. Uma montagem inspirada no universo de Pedro Almodóvar, em que a personagem consegue estabelecer uma cumplicidade com a plateia, pegando-a pela mão e conduzindo-a a lágrimas, risadas e reflexões acerca do humano – além gênero e sexualidade – e suas viscerais paixões e contradições. Mergulhando verticalmente no corpo e voz trans, a atriz propõe o pensar sobre “originalidade x autenticidade”. Solo Almodóvar mescla realidade e ficção com sarcasmo, humor, tragédia e melodrama, entremeados por músicas utilizadas nas películas, mas com novas roupagens e na voz, ao vivo, da personagem. O espetáculo foi indicado ao Prêmio Braskem de Teatro nas categorias Melhor Texto e Melhor Atriz e ganhou o Festival Ziembinski (RJ), na categoria Melhor Atriz. “Solo Almodóvar” participou do Festival Bahia em Cena – ano 2, XVIII Econtrarte (RJ), FESQ Cabo Frio (RJ), VI Mostra Possíveis Sexualidades (BA) e Temporada Verão Cênico Bahia 2014/2015, circulando pelas cidades do interior do estado. Além disso, o espetáculo está entre os 20 selecionados que compõem o KIT de Difusão do Teatro da Bahia, ação da Secretaria de Cultura da Bahia.


Fotos Estevão Andrantos e Edênea Gois