quinta-feira, 29 de setembro de 2011

1º Festival de Monólogos de Laranjeiras acontece a partir desta quarta feira, 28/09


A Prefeitura de Laranjeiras, através da Secretaria Municipal de Cultura, estará realizando a partir desta quarta feira, 28 de setembro de 2011, o 1º Festival de Monólogos de Laranjeiras.

O evento tem como objetivos: oportunizar os atores na expressão do seu potencial sensível e criativo, através da ruptura de estereótipos condicionados;educar pela arte com o intuito de aguçar a sensibilidade das pessoas, reconhecendo no teatro uma possibilidade de transformação da realidade; tornar o teatro um instrumento de incentivo à cultura, ultrapassando o nível da intuição de conceitos e democratizar o espaço cultural, eliminando diferenças sociais, sem restrições.

As apresentações acontecerão no Clube Antônio Carlos Franco.


PROGRAMAÇÃO

FOTOS DO PRIMEIRO DIA DE MONÓLOGOS 
 Dia 28/09 - Quarta feira



 17h00min espetáculo: ET (Aracaju-SE)
Igor Naedro
Igor Naedro
Igor Naedro
Igor Naedro
Igor Naedro


Igor Naedro




 17h45min espetáculo: Cárcere do Outono (Aracaju-SE)











 19h15min espetáculo: Minha Vida é Uma Piada ( Carmo do Rio Claro-MG)





 20h20min espetáculo: Olhos de Fogo ( Estância-SE)





 21h00min espetáculo: Vômito ( Aracaju-SE)     







 Dia 29/09 - Quinta feira


17h00min espetáculo: Sol Sanguíneo ( Teresina-PI)

17h45min espetáculo: Morcegos (Estância-SE)

18h45min espetáculo: Monólogo das Mãos ( Aracaju-SE)

19h25min espetáculo: Os olhos Verdes da Neurose ( Laranjeiras-SE)

20h25min espetáculo: Da dor do Coração Cortado (Laranjeiras)


Dia 30/09 - Sexta feira


17h00min espetáculo: Cicatrizes ( Brasilia-DF)

17h50min espetáculo: Afimdetec.com (Aracaju-SE)

19h00min Banda de Pífano Esquenta Muié

19h30min Coquetel

OBS: O Resultado e a  premiação acontecerão durante o coquetel.

  
PREMIAÇÃO

 Artigo 14º - Todos os participantes receberão certificados de participação.

Artigo 15º - Premiação em dinheiro  

Melhor Espetáculo – R$ 3.000,00
Melhor Ator e Atriz – R$ 1.500,00
Melhor Direção – R$ 1.000,00
Melhor cenário – R$ 500,00
Melhor figurino – R$ 500,00
Melhor maquiagem – R$ 500,00
Melhor sonoplastia – R$ 500,00
Melhor Iluminação – R$ 500,00
Melhor Texto inédito – R$ 500,00
Melhor maquiagem – R$ 500,00
Júri Popular – R$ 1.000,00

sábado, 24 de setembro de 2011

Apresentação teatral encerra programação do 'Primavera dos Museus'


Apresentação teatral encerra programação do 'Primavera dos Museus'


 (Foto: Fabiana Costa/Secult)


(Foto: Fabiana Costa/Secult)





















Por Maíra Andrade, da Ascom/Secult
A programação elaborada pela Secretaria de Estado da Cultura (Secult) para a Primavera dos Museus foi encerrada em grande estilo. Laranjeiras foi o palco de um emocionante espetáculo teatral encenado pelo Grupo Caixa Cênica, que utilizou a histórica Casa de Cultura João Ribeiro para encenar a trama.


O espetáculo apresentado foi ‘Pela Janela’, um texto de Tennessee Williams que tem como tema central a solidão. A apresentação foi uma forma de encerrar de forma lúdica a semana que levou milhares de pessoas a museus de todo 

o país, com interesse em conhecer o acervo patrimonial brasileiro.
Segundo o secretário adjunto de Estado da Cultura, Marcelo Rangel, que esteve presente no espetáculo, o encerramento da Primavera dos Museus com uma peça teatral foi uma nova forma de atrair mais visitantes e também novas atividades para as unidades museológicas da Secult. 

Secretário adjunto Marcelo Rangel (Foto: Fabiana Costa/Secult)Secretário adjunto Marcelo Rangel (Foto: Fabiana Costa/Secult)


“A Casa de Cultura João Ribeiro, por exemplo, respira cultura e temos certeza que ele estaria muito feliz em ver uma apresentação teatral neste espaço que leva seu nome. Esperamos que os jovens atores que estiveram aqui, se inspirem e busquem projetos que ocupem espaços como este”, disse.


A diretora do espetáculo, Maycira Leão, explica que a peça é uma adaptação intimista de intensa relação com o público. Para ela, apresentar uma peça no último dia da Primavera dos Museus é muito importante, pois é uma oportunidade de conhecer e criar oportunidades para o espaço. “Estamos muito felizes e honrados, pois estamos vendo os locais de apresentações se diversificando. O espetáculo encaixou perfeitamente no espaço e agora esperamos trazê-lo outras vezes para este museu ou até para outros do Estado.  
Sayonara Viana, coordenadora de Museus da Secult (Foto: Fabiana Costa/Secult)


A Primavera dos Museus é uma realização do Ministério da Cultura (MinC), através do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram). O projeto foi abraçado pela Secult, que desenvolveu atividades em todas as suas unidades museais.


Público aprovou
O público presente aprovou o espetáculo e, principalmente, por ter sido apresentado na Casa de Cultura João Ribeiro.
O ator Estevão Andrantos (Foto: Fabiana Costa/Secult)

“Laranjeiras respira cultura e é um verdadeiro museu a céu aberto. Trazer este espetáculo para espaços mais intimistas como este nos mostra novas possibilidades e novas formas também de utilizar os antigos espaços culturais de Sergipe. Acho a iniciativa louvável e espero que outras edições ocorram”, destacou o estudante de teatro, Estevão Andrantos.

Atividade é um estímulo à nova forma de ocupação dos espaços culturais, opina o ator Dênis Leão (Foto: Fabiana Costa/Secult
Já o ator Denis Leão, acredita que levar o grupo Caixa Cênica foi o primeiro passo para uma nova forma de ocupação dos espaços culturais. “Gostei muito do espetáculo e a proposta de utilizar a Casa de Cultura João Ribeiro como palco desta apresentação é o pontapé inicial para que outros espaços possam ser utilizados”, opinou.

Projeto em Sergipe
Essa foi a quinta edição do ‘Primavera dos Museus’. A vasta programação nacional englobou oficinas, teatro, exposições, debates, mesas-redondas, visitas guiadas e exibições de filmes, por exemplo.

Sempre realizada no início da primavera, o evento busca sensibilizar os museus e a comunidade para a discussão sobre assuntos atuais. Nos quatro dias de evento, mais de 600 pessoas passaram pelas unidades museais administradas pela Secult, comprovando a importância de um evento deste porte para o enriquecimento da área do Estado.

Para a coordenadora de museus da Secult, Sayonara Viana, a Primavera dos Museus em Sergipe teve um saldo muito positivo. “O que nós buscamos foi atrair o público com uma programação diversificada. Levamos debates, exposições e apresentações teatrais para nossos museus, mudando também o conceito deste tipo de espaço, que é conhecido como um local de visitação. 
A partir de agora, a comunidade pode vê-lo como um espaço cultural ainda mais amplo”, explicou.

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

"Pela Janela" do Grupo Caixa Cênica, apresentação no Museu Casa de João Ribeiro em Laranjeiras.23.09.2010


"Pela Janela"



Num pequeno quarto, onde a trama é ambientada, o público assistiu atento às performances de Diane Veloso e Tiago Marques, protagonistas dessa peça que é baseada no texto “Fala Comigo Doce Como a Chuva” de Tennessee Williams e faz parte de um projeto do grupo teatral sobre a solidão.

“Era um texto que eu simpatizava e quando vi a possibilidade de montá-lo, o fiz. A princípio, íamos montar um outro espetáculo com o grupo todo, mas foram surgindo alguns imprevistos no meio do caminho e terminou que escolhi esse texto do dramaturgo americano para interpretar juntamente com o Tiago Marques”, explica Diane Veloso.

Em sua narrativa, a peça adaptada livremente pelo Caixa Cênica apresenta a intimidade de um casal, desgastada pela falta de compreensão de ambas as partes. ‘Ela’ e ‘Ele’, personagens sem nomes próprios, mas únicos e centrais do drama, quase não trocam frases entre si, apesar de compartilharem a clausura de uma vida a dois que não conseguem abandonar. Cada qual, sugerindo um diálogo pautado por claves de diferentes tons, apresenta de forma semi-solitária os anseios corrosivos de sua vida fantasiada, manchada por ranhuras amargas e aeradas por sopros desesperados de mudança. Entre as palavras vociferadas, o silêncio é interrompido apenas pelo angustiante barulho da chuva...  


Curto (cerca de 25 minutos) e seco, o espetáculo “Pela Janela” que conta com co-direção de Maicyra Leão, é sustentado pela garra de Diane Veloso. A atriz demonstra segurança no texto, ainda que vez por outra, carregue um pouco na impostação da voz.
O ator Tiago Marques, talvez pelo nervosismo da estreia, demonstrava hesitação em certos momentos e exagerava no tom. Por conta da disposição das cadeiras no quarto, o ator, por vezes, ficava “invisível” para a plateia quando se colocava no chão, falha que deve ser suprimida pela produção, para não comprometer o entendimento da trama.

O cenário idealizado pelo Grupo até que resume bem a atmosfera angustiante da locação descrita no texto do dramaturgo e o espetáculo é amparado pela trilha assinada por Alex Sant’Anna, Alisson Couto e Leo Airplane, enquanto que o figurino ficou a cargo de Erick Marinho.
Texto retirado do Blog Bangalô Cult, Suyane Correia.


Estevão Andrantos, Audevan Caiçara, Jhonatas, Ana São Jose.


Diane Veloso, Estevão Andrantos, Tiago Marques
fotos Audevan Caiçara e Estevão.

fotos Audevan Caiçara e Estevão.

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

10ª Gincana Literária do Colégio Monteiro Lobato.


10ª Gincana Literária do Colégio Monteiro Lobato, na cidade de Itabaiana.
Dia 16 de setemebro na Assoc. Atlética de Itabaiana.

A Gincana Literária do Colégio Monteiro Lobato tem como objetivo estimular no aluno o interesse pela leitura, produção e interpretação de texto. Com apresentações de teatro, música, poesia, dança, stands e etc.
O evento é realizado pelos alunos, professores, coordenadores, diretores. 

Equipes:
Sertão Medieval 
Barrominas
Literemoção
Humanart
Crisalidas
Belas artes
A Bagaceira 
Pasárgada 
Sertões
Condor Real






JURADOS 
Estevão Andrantos